sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Profissão: Desempregado!


Apesar de todas as políticas anunciadas, o desemprego tem galopado em todas as economias ditas evoluídas... Vivemos num tempo em que o Capitalismo Selvagem tomou a dianteira em todas as variantes possíveis e imaginárias da vida... Hoje, o dinheiro é mais venerado do que ontem, hoje o trabalho precário e escravo é uma realidade aceite como boa, algo idêntico à escravatura do século 19...
As empresas de trabalho temporário institucionalizaram-se, passaram a traficar sonhos em troca de uma esmola... 
Hoje os políticos ganham mais do que nunca e os empresários aumentam o seu lucro explorando mais e melhor... O crescimento económico toma como referências as ditaduras esclavagistas da China e da Índia. As multinacionais ameaçam deslocalizar-me para esses lugares onde não existem direitos nem humanos nem sociais...
Hoje multiplicaram-se as formas de prostituição para obter vantagens ou apenas para sobreviver mais um dia...
Hoje você vê anúncios de gigolos espalhados pelas grandes superfícies a publicitar escolas de línguas...
Hoje você sabe de facto com o que pode contar! Amanhã ninguém se recordará que um dia, numa madrugada esquecida existiu um povo que lutou pela liberdade e acima de tudo pela sua própria dignidade!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Desemprego real e estatístico


O governo português continua a manipular o número de desempregados existentes em Portugal. Nesse sentido, são ,pretensamente, enviados postais "rsf" para os desempregados, donde consta um questionário, formulando a pergunta "se ainda deseja continuar inscrito", para manter a sua inscrição deverá responder no prazo de 15 dias, caso contrário será eliminada a sua inscrição.

É fácil de deduzir, porque existem milhares de portugueses que têm reclamado tal situação, que as delegações regionais não enviam a maioria dos postais e, deste modo, eliminam-se milhares de inscrições.

quinta-feira, 6 de março de 2008

DESEMPREGADO(A) OFERECE-SE COMO ESCRAVO(A)!


Desempregados da ambos os sexos oferecem-se como escravos, de forma a garantir a sua subsistência e da sua família. A oferta é válida para toda a comunidade europeia!

Urgente!

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

O DIREITO AO TRABALHO É UM DIREITO FUNDAMENTAL NÃO É UM FAVOR


Há quem viva convencido que "dar trabalho" a alguém é um acto de caridade... O Direito ao Trabalho é um Direito Fundamental. Além disso quem utiliza a mão de obra barata, obtêm mais valias por isso, esse processo consiste na essência do Capitalismo Selvagem.

Exija um emprego, não mendigue!

Ninguém lhe dá nada, servem-se de si, apenas!

domingo, 17 de fevereiro de 2008

PORTUGAL- O REINO CORRUPTO!


Tudo começou com a denúncia publica de corrupção de algumas grandes empresas, clubes de futebol, autarquias, ministérios... Nessa altura tudo parecia possível de controlar, parecendo excepção. Hoje Portugal é um país onde a corrupção é uma prática corrente, estamos perante o maior problema português. O actual governo patrocina tal fenómeno, entrando em negociatas e submetendo-se ao poderio económico e financeiro dos grandes grupos.
Os empresários beneficiam dum sistema de capitalismo selvagem com apoios visíveis do actual governo, tornando a precaridade e liberalização da exploração do trabalho, algo normal. A pobreza e o desemprego na sua expressão principal aumentam diáriamente. Portugal está a ser governado por um grupo de falsários, adoptando políticas neo-liberais com consequências piores do que o fascismo.
A actual ditadura do governo ps, obriga a utilizar formas de luta típicas das utilizadas para derrubar ditaduras. O que deveria ser um Estado de Direito Democrático, faliu. Portugal é uma ditadura legitimada por um processo eleitoral.

Inimigo Nº. 8 - Serviços Segurança Social Vila Franca de Xira


Vila Franca de Xira, parece não ser dos concelhos que mais orgulham as suas populações, dado o mau funcionamento dos serviços públicos, nomeadamente da Segurança Social. Este serviço possui um atendimento dos piores. Os utentes chegam a esperar 4 e 5 horas para serem atendidos.

Inimigo Nº.7 - Insistimos no Centro de Emprego Vila Franca Xira


Lamentávelmente, o Centro de Emprego de Vila Franca de Xira, apesar de possuir novas instalações, continua incapaz de actuar em áreas tão importantes como a formação e colocação de desempregados.
O atendimento às pessoas é péssimo. O envio de postais para que o desempregado responda no prazo de 10 dias, dizendo se continua interessado em estar inscrito, caso não o faça a sua inscrição no centro de emprego será removida.
Estamos a falar de postais enviados a pessoas desempregadas que, obrigatóriamente, têm de se apresentar no centro com a periodicidade de 15 dias.
Este Centro de Emprego tem condições técnicas e físicas para funcionar bem, todavia, o seu funcionamento tem nota negativa.

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Inimigo Nº. 6 - Cartões de Crédito de Hipermercados


Quando os hipermercados lhe tentam vender tudo a crédito, através de empresas criadas para o efeito, cujos juros, taxas e comissões atingem montantes astronómicos e de legalidade duvidosa. A título de exemplo, pense no "Jumbo" e na "Crediplus". Você nunca paga o que lhe prometem e se tiver o azar de atrasar-se num pagamento, verá as comissões, os juros e outros custos.
É lamentável que estas empresas de crédito ao consumo não sejam objecto do controle efectivo pelas entidades competentes.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Inimigo Nº. 5: Autarquias Locais


Caro Amigo,


Se necessitar de um emprego e não pertencer ao partido instalado no poder da autarquia, pode desistir. Em Portugal este tipo de segregação é normal, assumido pelos titulares dos cargos.

Quando você consegue entrar ou através de cunha ou concurso público fantasma, alguém vai dizer-lhe: agora, já sabe, tem que se inscrever no partido.

Denuncie as fraudes e actos de corrupção dos autarcas da sua terra, lute pelos seus direitos!

sábado, 2 de fevereiro de 2008

Inimigo Nº. 4 - Empresas de Crédito e Banca


Agora que está desempregado vão continuar-lhe a oferecer cartões de crédito, empréstimos para vários fins, incluindo os empréstimos para pagar empréstimos...

Recuse todas estas ajudas, amanhã você não vai poder pagar e penhoram-lhe e hipotecam-lhe todos os bens.

Esteja atento!

Se a sua situção é tão má que os Bancos e Empresas de Crédito não lhe emprestam dinheiro, não entre nas redes ilegais de capitais, são redes mafiosos. Se falhar nos seus compromissos, você e os seus familiares pagam com a vida.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Inimigo Nº. 3: Instituto de Emprego e Formação Profissional!


Surpreendido(a)!

Não fique, você pode estar no desemprego durante todo o tempo a que tem direito que ninguém se preocupa em chamá-lo. Nem sequer sabem quais as suas habilitações literárias ou profissionais. Ignoram-no em absoluto!

Existem programas para criação do próprio emprego, de facto existem, no entanto, quando você apresenta boas ideias, alguém dos centros de emprego as aproveita e entrega de bandeja a gente com capital para as pôr em prática. Nunca confie nas facilidades que lhe prometem.

Existem excepcções, há centros de emprego IEFP, excelentes bem organizados e a trabalhar interessadamente consigo. No entanto, são casos raros.

Quando lhe pedem para apresentar o projecto, normalmente indicam-lhe uma empresa que trata desse assunto à qual, de alguma forma estão ligados.

Existem outros requisitos, tais como, o dinheiro que o venham a financiar, tem como contrapartida a constituição de uma hipoteca de um imóvel que seja sua propriedade, o ónus durará pelo menos 4 anos.

Na maior parte dos centros de emprego, enviam-lhe um postal para casa para se apresentar lá, com dia e hora marcada. O objectivo é que você não consiga cumprir, inclusivé que possa chegar atrasado(a), para lhe cortarem o subsídio.
Agora instituiram a obrigatoriedade de você deslocar-se a empresas para procurar "activamente" emprego. A cada quinze dias tem que apresentar-se com documentos carimbados pelas empresas onde se deslocou. É óbvio que você não vai conseguir nunca arranjar nenhum emprego assim. Na maioria dos casos você não passa do porteiro, o qual já tem o dito carimbo em seu poder. Você é humilhado, apenas isso...
Só mais um detalhe, já se foi apresentar nas juntas de freguesia? Já reparou na forma altiva como o atendem entre duas chamadas de telemóvel feita para os amigos, já reparou na sobranceria com que esses mangas de alpaca, incrustados no parasitismo autárquico, o tratam...
Não se esqueça, você pode apresentar reclamação por escrito.

Já precisou de fazer formação? Para conseguir um lugar, precisa de uma boa cunha. Quanto ao atendimento, se está no concelho de Vila Franca de Xira, esqueça...

Inimigo Nº. 2- Anúncios na internet e em jornais!


Infelizmente, sabe que toda a gente pode colocar todo o tipo de anúncios em jornais e sites de internet. Apesar da legislação em vigor, ninguém a cumpre. Se você desejar colocar um anúncio num jornal de grande "audiência", dizendo que procura escravo ou que se oferece para prestar serviços de prostituição, fique certo que, desde que pague, o anúncio será publicado. Não existe o mínimo de ética ou de moral. Os jornais promovem os mais variados crimes, apesar da sua obrigatoriedade de cumprir a lei da publicidade e todas as leis portuguesas.

Quando responde a um anúncio de jornal, exija saber mais alguma coisa, não aceite reuniões cegas, tome nota de nomes, saiba quem está do outro lado da linha.

Mais de 90% dos anúncios são FALSOS! Querem tudo de si, menos oferecer-lhe um trabalho digno e remunerado.

Não tenha receio em colocar as suas condições e exigir que se identifiquem. Peça o nome da empresa e morada, pergunte qual o negócio. Não tenha receio de perder um lugar, se você estiver a lidar com gente séria, fácilmente o compreenderão, caso contrário, não vale a pena perder o seu tempo e arriscar-se.

Parta sempre do princípio válido de que ninguém dá nada a ninguém.

domingo, 27 de janeiro de 2008

Inimigo Nº. 1: Empresas de Trabalho Temporário!


Sabe que as empresas de trabalho temporário, são a evolução das antigas organizações de tráfico de trabalho escravo.
O que lhe oferecem estas empresas?
Trabalho temporário com condições péssimas e ordenados baixos, normalmente, o mínimo nacional ou nalguns casos, usam o expediente do trabalho em part-time e pagam-lhe muito menos que o mínimo nacional.
Sabia que estas empresas oferecem os serviços de trabalho temporário às empresas, publicitando que possuem as soluções mais baratas, significa isto, dizer que o seu trabalho quanto menos valer, mais lucros dá às entidades que solicitam o serviço e à empresa de trabalho temporário.
Normalmente, se você for recrutado por uma empresa de trabalho temporário, irá trabalhar ao serviço desta, numa empresa onde os outros trabalhadores, pertencentes ao quadro dessas empresas, com as mesmas funções ou outras idênticas, ganham muitas vezes, mais de 5 vezes do que você.
Estou a imaginá-lo com um farda da empresa de trabalho temporário, muitas vezes a almoçar num recanto qualquer, retirando a sua comida fria que levou na lancheira, enquanto os outros trabalhadores do quadro da empresa, almoçam em restaurantes ou em refeitórios, dignamente.
Você será sempre tratado(a), como um novo escravo.
O desaparecimento das empresas de trabalho temporário, seria uma conquista de todos os trabalhadores.
Além disso, você faz um contrato com a empresa de trabalho temporário, a qual é, na maioria das vezes, a sua entidade patronal, nesse contrato, você está proibido(a), sob pena de despedimento com justa causa e indemnização a pagar, de conseguir um emprego digno na empresa onde trabalha.
Imagine-se a trabalhar como empregado de uma empresa de trabalho temporário, num Banco, onde os ordenados do pessoal do quadro permanente do Banco é muito superior ao seu. Agora, imagine que lhe oferecem um lugar no quadro do Banco. Você não pode aceitar, assinou um contrato com a empresa de trabalho temporário que o proibe.
Procure directamente trabalho, não se inscreva em empresas de trabalho temporário, se o fizer, exija o cumprimento dos seus direitos e pretenda uma remuneração mais justa.
Atenção, que estão no mercado, empresas de trabalho temporário, sem alvará. Tenha cuidado...